Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 12/06/2019 18:01:30

Iniciativa, que visava aprimorar criatividade, envolvimento e participação, também é usada como critério para saída cultural nas férias

 

O objetivo inicial era desenvolver a criatividade e melhorar o envolvimento e a participação em sala de aula dos adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação no CASA Pirituba, em São Paulo. Mas a inserção do incentivo para se tornar o Melhor Aluno da Sala fez com que alguns jovens do centro socioeducativo fossem indicados para realizar saídas culturais nas férias escolares de julho.

Por meio do Projeto Revitalizando a Trajetória Escolar (PRTE), em conjunto com os professores da escola vinculadora EE Ermano Marchetti, a agente educacional Rosi de Oliveira e os docentes trabalham bimestralmente, desde 2017, temas transversais e interdisciplinares, buscando conciliar a grade curricular com o tema e a realidade do jovem, assim como outras culturas.

As apresentações e produções de conteúdo servem como meio para avaliar o desempenho individual e em grupo e, assim, indicar aqueles rapazes que mais se destacaram, elencando os três melhores alunos de cada turma. A atividade é aplicada a todas as turmas dos ensinos Fundamental e Médio do CASA.

Neste momento, os alunos discutem em sala de aula o consumismo na adolescência. No segundo bimestre de 2019, a produção foi sobre a cultura do Norte brasileiro. Cada turma teve seus três selecionados, com base no desempenho escolar.

Todos os primeiros colocados receberam livros dos professores da escola vinculadora e foram indicados para realizar saídas culturais externas em julho. A confirmação de cada saída ainda dependerá de avaliação da equipe de referência, com base no plano individual de atendimento do adolescente (PIA), e de autorização judicial.

“Os alunos, de forma geral, participaram e se envolveram mais em sala de aula e melhoraram sua autoestima, produtividade, criatividade e, principalmente, a correlação entre o estudo e a própria realidade”, avalia a agente educacional Rosi de Oliveira.