Por: Assessoria de Imprensa | Publicado em: 18/04/2019 11:43:21

Apresentações proporcionaram momentos de lazer e descontração para cinco centros da instituição

 

Com a audiência de mais de 300 adolescentes de ambos os sexos, além dos servidores, a Caravana Tapioca, trupe de artes circenses, concluiu nesta terça-feira (16/04) sua passagem por cinco centros socioeducativos da capital paulista.

Os CASAs visitados foram Nova Aroeira e Ipê (DRM-IV), o feminino Chiquinha Gonzaga (DRM-III), e Mário Covas e João do Pulo (DRM-V).

Formado pela dupla Giulia Cooper (representando a palhaça Nina) e Anderson Machado (representando o palhaço Cavaco), o Caravana surgiu em 2010, no Recife (PE) e levou para os adolescentes momentos de descontração e alegria com o “Circo Caravana”, que é uma das quatro apresentações do repertório da trupe.

O “Circo Caravana” consiste em um espetáculo de variedades que fazem parte do imaginário das pessoas quando elas pensam em circo, com a presença de personagens como o “Grande Faquir encantador de serpentes”, a “mulher mais forte do mundo” e a foca equilibrista.

De acordo com o gerente de Arte e Cultura da Fundação CASA, Wellington do Carmo Medeiros Araújo, as apresentações são uma forma de mudar um pouco a rotina dos centros. “De certa forma, a Caravana traz para os jovens um momento de lazer e descontração, mas com ensinamentos. Os palhaços brincam muito com a questão do erro e, de certa forma, ensinam sobre superação, que devemos seguir em frente. É uma mensagem motivacional”, concluiu.